• Qual momento ideal para usar aparelho ortodôntico???

    Qual momento ideal para usar aparelho ortodôntico???

    Esse e um assunto muito importante e cheio de dúvidas e mitos. Vamos abordar algumas questões que os pais devem estar atentos para saber o momento certo de procurar um Ortodontista.

    • Existe uma idade ideal para criança iniciar o tratamento Ortodôntico?

    Não existe uma idade ideal! Recomendamos que os pais levem seus filhos para revisões periódicas no Odontopediatra ou Ortodontista, onde fica mais fácil fazer um diagnóstico precoce e iniciar um tratamento preventivo. A partir dos 5 anos de idade, se a criança tiver maturidade ela pode iniciar um tratamento Ortodôntico. A idade de início do tratamento é decidida levando em conta o grau de cooperação do paciente.

    • Qual o papel dos dentes de leite?

    Os dentes de leite exercem um papel fundamental no desenvolvimento da dentição permanente. Sua perda precoce pode acarretar problemas sérios de falta de espaço que acabam por condenar a criança a um tratamento Ortodôntico mais longo e complexo. Por isso é importante fazer um acompanhamento preventivo desde cedo.

    • É verdade que devemos esperar a criança trocar os dentes de leite para iniciar o tratamento Ortodôntico?

    Não é verdade!!!! Essa falta de informação leva os pais a cometer o erro de desperdiçar a chance de seu filho ter um tratamento preventivo. Na fase de dentição de leite ou mista (dentes de leite e permanentes) o ortodontista consegue realizar tratamentos de ganho de espaço, ortopedia funcional dos maxilares… que na fase de dentes permanentes se torna inviável! Por isso a importância de um diagnóstico e tratamento precoce.

    • Que tipo de tratamento ortodôntico é realizado em crianças?

    O termo técnico para o tratamento em crianças é “Tratamento Ortodôntico Interceptativo”. Nesses casos o Ortodontista faz o diagnóstico da má oclusão e trabalha para corrigir ou para minimizar problemas futuros, deixando o tratamento com Ortodontia Fixa para correções mínimas e rápidas. O maravilhoso de atuar nessa fase é que por se tratar de crianças que estão em fase de crescimento, pode-se de forma simples e eficaz trabalhar os problemas “esqueléticos/ ósseos”. Visto que nessa fase os ossos tanto do corpo como da face ainda não se “calcificaram” por completo. Os tratamentos mais comuns e de ótimos resultados são: correção da mordida aberta (que pode ser causada por inteposicão lingual, chupeta ou dedo), ganho de espaço através da expansão dos ossos maxilares, correção de problemas ósseos (como maxila projetada, deficiência de crescimento mandibular ou prognatismo mandíbula – crescimento excessivo da mandíbula) entre outros.

    • Se eu esperar as trocas dentarias do meu filho para procurar um ortodontista terei complicações no tratamento?

    Na maioria dos casos SIM. Como relatado acima, o diagnóstico precoce de problemas dentários e ósseos favorecem o sucesso do tratamento. Problemas de oclusão diagnosticados na infância e só tratados na fase adulta geram tratamentos mais complexos e de resultados duvidosos! A frase “quem ama cuida” serve muito bem para os pais que zelam pela saúde bucal de seus filhos e não querem ver eles sofrerem com tratamentos longos.

    A prevenção sempre e o melhor caminho!!!

    Leave a reply →

Deixe seu comentário

Cancel reply
× CHAT ONLINE